terça-feira, 30 de junho de 2015

CCZ realiza palestra sobre dengue, chikungunya e zika vírus na Policlínica do Largo da Batalha



O Centro de Controle de Zoonoses de Niterói – através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – realizou palestra sobre dengue, febre de chikungunya e zika vírus na Policlínica do Largo da Batalha na última quinta-feira (25/06), em atendimento à solicitação da nutricionista Cristina de Mello.

A ação educativa teve como objetivo sensibilizar os usuários, funcionários e estagiários do serviço de saúde sobre a importância de se adotar hábitos e práticas que evitem a proliferação do Aedes aegypti – mosquito transmissor da dengue, febre de chikungunya e zika vírus – no ambiente domiciliar e de convívio.

A agente Patrícia de Oliveira desenvolveu a atividade por meio de bate papo interativo e distribuição de panfletos e folders educativos.  Os participantes mostraram-se interessados nos temas, apresentaram muitas dúvidas sobre prevenção e uso do “fumacê”, e questionaram a respeito dos sintomas das doenças e suas principais diferenças. 

Na oportunidade, a agente divulgou os serviços oferecidos pelo CCZ e a importância de se receber o agente na residência para fazer o trabalho de combate à dengue. Ao final, o público agradeceu a iniciativa.








Promoção do Ambiente Saudável na Escola Municipal Dario Castelo



Na última semana alunos da Escola Municipal Dario Castelo, bairro Itaipu, participaram do projeto Promoção do Ambiente Saudável nas Escolas, promovido pelo Centro de Controle de Zoonoses de Niterói, através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC).  A ação educativa em saúde é uma parceria da Fundação Municipal de Saúde com a Fundação Municipal de Educação.

O projeto educativo tem como objetivo sensibilizar e mobilizar a comunidade escolar a uma reflexão sobre as interferências do ser humano no ambiente, visando criar estratégias de ações que facilitem a prevenção de agravos e doenças no meio em que vivem.

Os profissionais do IEC desenvolvem metodologia baseada no referencial teórico construtivista, que privilegia a ação do aluno que age sobre o objeto estudado observando, manipulando, concluindo, reformulando conceituações e utilizando o lúdico como estratégia – apresentações de teatro, elaboração de oficinas de trabalhos manuais, recorte de reportagens, coral musical, maquetes, exposição de fotos, entre outros meios.  

Nesta fase inicial os estudantes foram estimulados a apresentarem suas concepções prévias sobre os temas roedores (23/06) e resíduos sólidos (25/06).  Os agentes Élcio Nascimento e Rita Costa realizaram bate-papo e exibição de slide-show. A participação foi ativa, a maioria interagiu com colocações e questionamentos sobre fatos observados no ambiente de convívio, especialmente sobre problemas com ratos e camundongos na comunidade. 




segunda-feira, 29 de junho de 2015

CCZ promove palestra sobre resíduos sólidos e água na Escola Municipal Tiradentes




O Centro de Controle de Zoonoses – através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – promoveu na última semana (23 e 25/06) palestra sobre resíduos sólidos e água na Escola Municipal Tiradentes, bairro Tenente Jardim.  A ação educativa, voltada para alunos do ensino fundamental  (1º ao 5º anos), faz parte do programa de educação em saúde do CCZ para o município.

O objetivo foi sensibilizar os estudantes sobre a importância da relação sustentável homem-resíduos sólidos (lixo) – controle do desperdício, reciclagem e reutilização – e do uso racional da água no ambiente familiar, escolar e de convívio.

Os agentes Hugo Costa e Maria Cristina Crisóstomo desenvolveram atividade explanação temática e exibição de slide-show.  O palestrante Hugo Costa explicou para as crianças temas como poluição, composição do lixo, reciclagem e reaproveitamento, e economia da água: “Boa parte das crianças já conhecia os fundamentos de reciclagem e reutilização do lixo, porém demonstraram certa surpresa com o fato de que a água no mundo pode acabar.”  Os alunos interagiram mostrando dúvidas e relatos de acontecimentos percebidos ou vivenciados por eles em suas residências e comunidades.





terça-feira, 23 de junho de 2015

CCZ realiza palestra sobre dengue, chikungunya e zika vírus no PMF Eva Ramos





Nesta segunda-feira (22/06), o Centro de Controle de Zoonoses de Niterói – através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – realizou palestra sobre dengue, febre de chikungunya e zika vírus no Médico de Família Eva Ramos, bairro Cantagalo, em atendimento à solicitação da enfermeira Vilma.


A ação educativa teve como objetivo sensibilizar os usuários do serviço de saúde sobre a importância de se adotar hábitos e práticas que evitem a proliferação do Aedes aegypti – mosquito transmissor da dengue, febre de chikungunya e zika vírus – no ambiente domiciliar e de convívio.


A agente Patrícia de Oliveira desenvolveu a atividade por meio de bate papo interativo e distribuição de panfletos e folders educativos.  O público demonstrou interesse, questionando sobre métodos de prevenção e sintomas das doenças.  Uma usuária relatou que sua caixa d’água está cheia de larvas do Aedes e que o agente já colocou larvicida, mas como a tampa está empenada, sempre aparece mais. A palestrante prestou todas as informações necessárias para a eliminação dessas larvas e orientou também sobre a compra de uma tela ou até mesmo o uso de um lençol velho. Diante disso, a usuária falou que irá providenciar a compra da tela.


Além dos assuntos principais, alguns participantes solicitaram informações sobre caracol africano, doenças e formas de controle do molusco.  A agente prontamente atendeu ao pedido e passou noções básicas a respeito.

Na oportunidade, a Patrícia divulgou os serviços oferecidos pelo CCZ e a importância de se receber o agente na residência para fazer o trabalho de combate à dengue. Ao final, público e funcionários agradeceram a iniciativa. 


Oficina sobre a dengue na UMEI Maria Luiza da Cunha Sampaio


Nos dias 18 e 22 de junho, alunos UMEI Maria Luiza da Cunha Sampaio, bairro Charitas, participaram de oficinas artísticas sobre a dengue que compõem o segundo encontro do projeto Promoção do Ambiente Saudável nas Escolas.   O projeto – uma parceria da Fundação Municipal de Saúde com a Fundação Municipal de Educação – é realizado pelo Centro de Controle de Zoonoses de Niterói, através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC).

O objetivo das oficinas foi fazer com que as crianças se expressassem criativamente a partir do que viram e apreenderam no primeiro encontro da ação educativa, quando foram apresentadas à temática dengue por meio de contação de histórias e exibição de vídeo.  A agente Maria Helena Costa desenvolveu trabalhos de confecção de cartazes e painéis.  A participação dos pequenos foi ativa, resultado dessa possibilidade de ser, sentir, fazer e conhecer “brincando” – de maneira lúdica e prazerosa.

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Oficina artística sobre a dengue na Escola Municipal Santos Dumont





Na última quarta-feira (18/06)  alunos da Escola Municipal Santos Dumont, Bairro de Fátima, participaram de oficinas artísticas do projeto Promoção do Ambiente Saudável nas Escolas.  O projeto – uma parceria da Fundação Municipal de Saúde com a Fundação Municipal de Educação – é realizado pelo Centro de Controle de Zoonoses de Niterói, através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC).


As agentes Daniele Caviare e Leila Neves desenvolveram com os estudantes trabalhos de confecção de cartazes e painéis com o objetivo de fazer com que se expressassem criativamente a partir do que viram e apreenderam no primeiro encontro do projeto, quando foram apresentados à temática dengue por meio de bate-papo interativo e exibição de slide-show.  A participação da garotada foi ativa, resultado dessa possibilidade de ser, sentir, fazer e conhecer “brincando” – de maneira lúdica e prazerosa.




Projeto Promoção do Ambiente Saudável na Escola Municipal Felisberto de Carvalho



Dengue, roedores e caracol gigante africano.  Esses foram os temas que nortearam a realização do projeto Promoção do Ambiente Saudável na Escola Municipal Felisberto de Carvalho, bairro Vila Progresso, na última terça-feira (16/06).  A ação educativa é desenvolvida pelo Centro de Controle de Zoonoses de Niterói – através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde –, numa parceria entre a Fundação Municipal de Saúde e a Fundação Municipal de Educação.

O projeto educativo tem como objetivo sensibilizar e mobilizar a comunidade escolar a uma reflexão sobre as interferências do ser humano no ambiente, visando criar estratégias de ações que facilitem a prevenção de agravos e doenças no meio em que vivem.  

A metodologia aplicada é baseada no referencial teórico construtivista, privilegia a ação do aluno que age sobre o objeto estudado observando, manipulando, concluindo, reformulando conceituações e utilizando o lúdico como estratégia – apresentações de teatro, elaboração de oficinas de trabalhos manuais, recorte de reportagens, coral musical, maquetes, exposição de fotos, entre outros meios.  


Neste primeiro encontro, alunos da educação infantil participaram de contação de história sobre a dengue; os do 2º ao 5º anos, de bate-papo interativo com exibição de slide-show (2º e 3º, roedores; 4º e 5º, caracol gigante africano).  As atividades foram conduzidas pela agente Patrícia de Oliveira (IEC).  A interação palestrante-público foi bem ativa, principalmente de perguntas e colocações sobre fatos vivenciados no cotidiano familiar e o que pode ser modificado positivamente no ambiente escolar.


sexta-feira, 19 de junho de 2015

Promoção do Ambiente Saudável no Amoreco Jardim de Infância




Com o objetivo é sensibilizar e mobilizar estudantes a uma reflexão sobre as interferências do ser humano no ambiente, o Centro de Controle de Zoonoses de Niterói – através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde – realizou a primeira etapa do projeto “Promoção do Ambiente Saudável nas Escolas” no Amoreco Jardim de Infância , bairro Largo da Batalha, no dia 11 de junho.  A ação educativa em saúde é uma parceria da Fundação Municipal de Saúde com a Fundação Municipal de Educação.

A metodologia aplicada é baseada no referencial teórico construtivista, privilegia a ação do aluno que age sobre o objeto estudado observando, manipulando, concluindo, reformulando conceituações e utilizando o lúdico como estratégia – apresentações de teatro, elaboração de oficinas de trabalhos manuais, recorte de reportagens, coral musical, maquetes, exposição de fotos, entre outros meios.  


A agente Patrícia de Oliveira desenvolveu com os pequenos a atividade de contação de história sobre a dengue.  A participação foi ativa, com interação principalmente de perguntas e colocações sobre fatos vivenciados no cotidiano familiar.  Ao final, todos receberam revistinha em quadrinhos do Menino Maluquinho sobre o tema.



 



Agradecimento do Amoreco Jardim de Infância à agente Patrícia de Oliveira no Facebook:


CCZ realiza captura de porcos nas ruas de Niterói





O Centro de Controle de Zoonoses de Niterói – através da Seção de Controle da População Animal – realizou nesta quinta-feira (18/06) a remoção de porcos soltos em via pública e sem proprietário.  O objetivo da ação é evitar os problemas causados por esses animais, como acidentes de trânsito (sendo vítimas de atropelamentos e/ou causadores de colisões, choques e capotagens) e transmissão de inúmeras doenças (zoonoses).  Além dessas dificuldades, frequentemente sofrem maus tratos.

A equipe percorreu várias localidades do município.  Foram apreendidos 24 suínos ao total.  Bairros envolvidos na operação: Barreto, Caramujo (incluindo a Florália), Fonseca e Icaraí.


Os animais apreendidos são destinados ao curral de uma empresa conveniada com a prefeitura, onde ficam à disposição para resgate por um período de 10 (dez) dias.  Para efetuar o resgate, o proprietário necessita comprovar a propriedade e pagar multa e despesas referentes à permanência deles no local. Os que não são resgatados passam por uma bateria de exames, são vacinados, vermifugados, recebem cuidados veterinários e permanecem em quarentena até serem destinados para leilão.

O CCZ realizou em 2014 várias operações para captura de porcos, culminando na apreensão de 452 animais.  Em 2015 foram 139 porcos até o momento.

O serviço de remoção de porcos das vias públicas do município deve ser solicitado diretamente ao CCZ através do telefone 2625-8441. O atendimento é realizado com a maior rapidez possível, priorizando situações de maior risco.










Colaboração de texto e imagens:  Fábio Vilas Boas, chefe da Seção de Controle da População Animal do CCZ Niterói.