sexta-feira, 31 de julho de 2015

Promoção do Ambiente Saudável na Escola Municipal Francisco Portugal Neves


Nesta quinta-feira (30/07) alunos da Escola Municipal Francisco Portugal Neves, bairro Piratininga, participaram do projeto Promoção do Ambiente Saudável nas Escolas, promovido pelo Centro de Controle de Zoonoses de Niterói, através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC).  A ação educativa em saúde é uma parceria da Fundação Municipal de Saúde com a Fundação Municipal de Educação.

O projeto tem como objetivo sensibilizar e mobilizar a comunidade escolar a uma reflexão sobre as interferências do ser humano no ambiente, visando criar estratégias de ações que facilitem a prevenção de agravos e doenças no meio em que vivem.

Os profissionais do IEC desenvolvem metodologia baseada no referencial teórico construtivista, que privilegia a ação do aluno que age sobre o objeto estudado observando, manipulando, concluindo, reformulando conceituações e utilizando o lúdico como estratégia – apresentações de teatro, elaboração de oficinas de trabalhos manuais, recorte de reportagens, coral musical, maquetes, exposição de fotos, entre outros meios.  

Nesta fase inicial os estudantes foram estimulados a apresentarem suas concepções prévias sobre o tema resíduos sólidos.  O agente Élcio Nascimento realizou bate-papo e exibição de slide-show. A participação foi ativa, a maioria interagiu com colocações e questionamentos sobre fatos observados no ambiente de convívio.

Mutirão Contra Dengue e Roedores em Itaipu


Nesta quinta-feira (30/07) o Centro de Controle de Zoonoses participou do mutirão contra a dengue e roedores no Morro da Luz e arredores, bairro Maravista.  A mobilização é parte das estratégias de enfrentamento dos problemas, discutida e definida na última reunião do Comitê Municipal de Combate à Dengue da Regional Itaipu (08/07).  O objetivo foi intensificar as ações de controle e prevenção ao Aedes aegypti e aos roedores na comunidade.

Agentes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) percorreram o a localidade para a realização de visitas domiciliares, inspeção de terrenos baldios e outros espaços, a fim de identificar e eliminar possíveis focos dos vetores.  Além da parte operacional, houve reforço das ações educativas, com abordagem corpo a corpo da população para orientações e distribuição de panfletos e revistas.  


Participaram da atividade – além do efetivo do Serviço de Controle de Vetores e do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde –,  garis comunitários, e agentes comunitários de saúde do Médico de Família Cte. Manoel Piñeiro Lozada – PMF Maravista.






terça-feira, 28 de julho de 2015

Secretaria atribui aumento de casos de dengue no Rio à volta do vírus tipo 1

Estado registra 48.797 casos suspeitos de dengue este ano, seis vezes
mais que em 2014  Arquivo/Agência Brasil

O aumento de casos de dengue no Rio de Janeiro, em 2015, deve-se à volta do vírus tipo 1, disse o subsecretário de Vigilância em Saúde, Alexandre Chieppe. Este ano, o número de casos suspeitos de dengue é de 48.797, seis vezes maior do que o registrado em todo o ano de 2014.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, apesar do número elevado, não há risco de epidemia. Chieppe explicou que o aumento de doentes em relação ao do ano passado ocorre pela reintrodução do vírus tipo 1 no interior do Rio, principalmente nas regiões norte e noroeste. Segundo ele, há quatro tipos de vírus em circulação, e os surtos ocorrem em ciclos.


Saiba mais, acesse o link:
http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2015-07/aumento-de-casos-de-dengue-no-rio-refletem-volta-do-virus-tipo-1


Fonte:  EBC Agência Brasil

Guillain-Barré: Pernambuco investigará relação da síndrome com zika e dengue


Foto: Rodrigo Lôbo/JC Imagem


Depois de a Bahia anunciar que tem adotado estratégias para investigar a síndrome de Guillain-Barré (doença neurológica rara e autoimune que provoca quadro progressivo de paralisia em membros do corpo e fraqueza muscular), a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES/PE) informou que também iniciará o mesmo processo. Serão analisados minuciosamente os 64 casos da síndrome registrados no Estado ao longo do primeiro semestre deste ano.

“São pessoas que passaram por internamento, em unidades públicas de saúde, por causa de Guillain-Barré, segundo dados do Sistema de Informação Hospitalar”, diz o diretor geral de Controle de Doenças e Agravos da SES/PE, George Dimech. O interesse em fazer essa investigação parte da premissa de que a síndrome pode ter relação com doenças causadas por vírus, especialmente dengue, zika e chicungunha.

Saiba mais, acesse o link:



Fonte:  Blog Casa Saudável


sexta-feira, 24 de julho de 2015

CCZ realiza palestra sobre roedores em canteiro de obras de condomínio



Nesta quinta-feira (23/07) , o Centro de Controle de Zoonoses de Niterói – através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – realizou palestra sobre roedores no canteiro de obras do Condomínio Ferney Voltaire (União Realizações Construtora), bairro Badu. O objetivo foi sensibilizar os funcionários sobre a importância da adoção de medidas preventivas contra roedores no ambiente de trabalho, evitando doenças relacionadas a estes vetores, especialmente a leptospirose.

A ação educativa foi desenvolvida pela agente Patrícia Oliveira por meio de explanação e exibição de slide-show.  Foram abordados os tópicos:  espécies de roedores urbanos, problemas causados por esses vetores, a leptospirose, e prevenção. Entre as medidas preventivas, agente orientou os responsáveis pela obra a oferecerem um destino correto aos restos de madeiras e fios, limpar e organizar refeitório e o almoxarifado todos os dias também; e ainda reforçou a importância da higienização das mãos antes das refeições e após a manipulação de materiais da obra que ficam expostos aos ratos.

Os participantes interagiram ativamente, mostrando-se interessados na temática, apresentando dúvidas e questionamentos.  Segundo a técnica em segurança do trabalho Tatiana Aguiar, as informações são importantes para sensibilizar os funcionários a evitar a prática incorreta de deixar alimentos no vestiário e no canteiro como um todo.   Ao final, agradeceram a iniciativa e se propuseram a pôr em prática os conhecimentos recebidos.




quarta-feira, 22 de julho de 2015

CCZ realiza palestra sobre boas práticas na manipulação de alimentos para grupo de idosos


Nesta terça-feira (21/07) o Centro de Controle de Zoonoses de Niterói – através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – realizou palestra sobre boas práticas na manipulação de alimentos para um grupo de idosos da Policlínica do Largo da Batalha.  A ação educativa teve como objetivo informar sobre os procedimentos adequados à manipulação de alimentos, beneficiando a qualidade dos produtos e a saúde do consumidor.


A agente Patrícia de Oliveira desenvolveu a atividade por meio de bate papo interativo e exibição de slide-show.  O tema despertou considerável interesse de todo o grupo, que participou ativamente nos debates dos tópicos apresentados, como Doenças Transmitidas por Alimentos (DTAs) e o aumento das bactérias nos alimentos e nos utensílios (pia, esponja, pano de prato e lixeira da pia).  Ao final os participantes agradeceram a iniciativa e agendaram o dia 18/08 para continuidade do assunto. 

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Palestra sobre dengue, febre de chikungunya e zika vírus em canteiro de obras de condomínio


Na última quinta-feira (16/07) , o Centro de Controle de Zoonoses de Niterói – através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – realizou palestra sobre dengue, febre de chikungunya e zika vírus no canteiro de obras do Condomínio Ferney Voltaire (União Realizações Construtora), bairro Badu.

A ação educativa teve como objetivo sensibilizar os funcionários e seus supervisores sobre a importância da efetivação do controle do Aedes aegypti – responsável pela transmissão da dengue e demais agravos –, não apenas no ambiente de trabalho, mas também na vida pessoal de cada um.


A agente Patrícia Oliveira desenvolveu a atividade por meio de explanação e exibição de slide-show.  Os participantes interagiram ativamente, mostrando-se interessados nos temas – especialmente chikungunya e zika –, apresentando dúvidas e questionamentos sobre sintomatologia e controle.  Ao final, agradeceram a iniciativa e propuseram uma palestra sobre roedores para a próxima quinta-feira (23/07).

sexta-feira, 17 de julho de 2015

Mesmo no inverno, não dê mole para a dengue





Os casos de dengue costumam ser reduzidos naturalmente durante o inverno, por causa da estiagem. Mesmo assim, a preocupação com a doença não pode diminuir. A estação é ideal para intensificar a prevenção do aparecimento de focos do Aedes aegypti, mosquito transmissor da doença. A forma mais eficaz de combater a doença é a eliminação dos criadouros.

A principal ação para prevenção da dengue é evitar o nascimento do mosquito, já que não existem vacinas ou medicamentos que combatam a contaminação. Para isso, é preciso eliminar os lugares que eles escolhem para a reprodução. A regra básica é não deixar a água, principalmente limpa, parada em qualquer tipo de recipiente.

Saiba mais, acesse o link:
http://www.blog.saude.gov.br/index.php/35675-mesmo-no-inverno-nao-de-mole-para-a-dengue


Fonte:  Ministério da Saúde

CCZ realiza palestra sobre dengue em canteiro de obras de condomínio



O Centro de Controle de Zoonoses de Niterói – através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – realizou nesta quarta-feira (15/07) palestra sobre dengue no canteiro de obras do Condomínio Great Place (JPR Projetos e Construções), em Pendotiba.

A ação educativa teve como objetivo sensibilizar os funcionários e seus supervisores sobre a importância da efetivação do controle do Aedes aegypti, responsável pela transmissão da dengue, não apenas no ambiente de trabalho, mas também na vida pessoal de cada um.

A agente Patrícia Oliveira desenvolveu a atividade por meio de explanação e exibição de slide-show.  Na oportunidade, prestou orientações sobre a febre de chikungunya e zika vírus, já que o vírus dessas doenças pode ser transmitido pelo mosquito da dengue, o Aedes aegypti, e muitos casos vêm ocorrendo no país há pouco mais de um ano.  O público participou com entusiasmo, mostrando-se interessado no tema, apresentando dúvidas e questionamentos sobre prevenção e sintomatologia.

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Sala de Espera na Clínica da Família Dr. Antônio Peçanha





Nesta semana (13 a 16/07), o Centro de Controle de Zoonoses de Niterói – através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – realizou atividade de sala de espera na Clínica da Família Dr. Antônio Peçanha, bairro Fonseca (Teixeira de Freitas).  O objetivo foi sensibilizar os usuários sobre a importância da adoção de hábitos favoráveis à saúde individual e coletiva no âmbito das zoonoses e doenças de transmissão vetorial.


A ação educativa foi desenvolvida por meio de bate papo interativo e distribuição de panfletos, folders e cartilhas.  Enquanto aguardava atendimento, o público participou com interesse, apresentando dúvidas e questionamentos, principalmente sobre roedores, pombos, dengue e febre de chikungunya. Ao final, participantes e funcionários agradeceram a iniciativa.

Agentes envolvidos na atividade:  Antônio Pessoa, Hugo Costa, Maria Cristina Crisóstomo e Rosani Loureiro.




quarta-feira, 15 de julho de 2015

Palestra sobre roedores para grupo de idosos da Policlínica do Largo da Batalha


Nesta terça-feira (14/07) o Centro de Controle de Zoonoses de Niterói – através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – realizou palestra sobre roedores para um grupo de idosos da Policlínica do Largo da Batalha, em atendimento à solicitação da assistente social Teresita Chávez. O objetivo foi sensibilizar os participantes sobre a importância da adoção de medidas preventivas contra roedores no ambiente domiciliar, evitando doenças relacionadas a estes vetores, especialmente a leptospirose.

A ação educativa foi desenvolvida pela agente Patrícia de Oliveira por meio de bate papo interativo e distribuição de panfletos e folders.  O tema despertou considerável interesse de todo o grupo – e até mesmo de quem aguardava atendimento num espaço próximo –, que participou ativamente com relatos de fatos cotidianos, curiosidades a respeito das espécies de roedores abordadas e questionamentos sobre prevenção.

Na ocasião, a agente divulgou os serviços oferecidos pelo CCZ e a importância de se receber o agente na residência para fazer o trabalho de combate à dengue e roedores. Ao final, o público agradeceu a iniciativa.

terça-feira, 14 de julho de 2015

Oficinas artísticas sobre dengue, roedores e caracol africano na Escola Municipal Felisberto de Carvalho



Na última semana, dias 09 e 10/07, alunos da Escola Municipal Felisberto de Carvalho, bairro Vila Progresso, participaram de oficinas artísticas do projeto Promoção do Ambiente Saudável nas Escolas.  Realizada pelo Centro de Controle de Zoonoses de Niterói, através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC), a ação educativa é uma parceria da Fundação Municipal de Saúde com a Fundação Municipal de Educação.

A atividade teve como objetivo fazer com que os estudantes se expressassem criativamente a partir do que viram e apreenderam no primeiro encontro do projeto, quando foram apresentados às temáticas dengue, roedores e caracol gigante africano por meio de histórias contadas e bate-papo interativo com exibição de slide-show.

A agente Patrícia Oliveira, com a colaboração das professoras, conduziu os trabalhos de confecção de cartazes, e caricaturas do mosquito Aedes aegypti e seus criadouros com placa EVA.  A garotada mostrou interesse e satisfação, participando ativamente da oficina, resultado dessa possibilidade de ser, sentir, fazer e conhecer “brincando” – de maneira lúdica e prazerosa.















segunda-feira, 13 de julho de 2015

CCZ realiza palestra para grupo de idosos da Policlínica do Largo da Batalha


Com o objetivo sensibilizar sobre a importância da adoção de hábitos e práticas que evitem a proliferação do Aedes aegypti no ambiente domiciliar e de convívio, o Centro de Controle de Zoonoses de Niterói – através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – realizou palestra sobre dengue, febre de chikungunya e zika vírus para um grupo de idosos da Policlínica do Largo da Batalha na última terça-feira (07/07), em atendimento à solicitação da assistente social Teresita.

A ação educativa foi desenvolvida pela agente Patrícia de Oliveira por meio de bate papo interativo e distribuição de panfletos e folders.  A participação do grupo foi ativa, com interesse em informações sobre os mais recentes agravos que podem ser transmitidos pelo mosquito da dengue e como diferenciá-los quanto aos sintomas.

Na ocasião, a agente divulgou os serviços oferecidos pelo CCZ e a importância de se receber o agente na residência para fazer o trabalho de combate à dengue. Ao final, o público agradeceu a iniciativa.

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Ação de captura de eqüinos em Niterói




Nesta quarta-feira (08/07/15) foi realizada uma ação visando o recolhimento de cavalos que encontram-se soltos em vias públicas do município. A presença desses animais representa grande risco para a população, não só pelo risco potencial de acidentes, como também pelo risco de transmissão de doenças (zoonoses). 

A operação foi realizada pelo Departamento de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses em parceria com o Curral Associado de Itambi (empresa conveniada com a prefeitura) e contou com a participação da Secretaria de Ordem Pública (SEOP). A equipe percorreu diversos bairros do município, sendo apreendidos 07 cavalos (05 Engenho do Mato; 01 Cafubá; 01 Sapê). 

Os animais foram encaminhados para a fazenda do referido curral. Os proprietários dos animais têm 10 dias para reclamar a propriedade dos mesmos. Para reaver os animais, deverão provar a propriedade, apresentar atestados sanitários dos mesmos, bem como arcar com despesas referentes ao transporte, diárias e multas.

Informações do Curral Associado de Itambi: Rodovia BR 493 – km 5.5 (Manilha – Magé) – Itambi – Itaboraí.   Tel: 2736-0365.


Fabio Villas Boas Borges  
Chefe da Seção de Controle de População Animal 
do Centro de Controle de Zoonoses de Niterói.