quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Educação em Saúde realiza palestra sobre higiene pessoal e pediculose na Escola Municipal Vila Costa Monteiro






Nesta semana, dias 13, 14 e 16 de novembro, a equipe do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) – realizou palestra sobre higiene pessoal e pediculose na Escola Municipal Vila Costa Monteiro, em Viçoso Jardim.

O objetivo da ação educativa em saúde foi levar os alunos a perceberem a necessidade de adquirir bons hábitos de higiene, incentivando-os a conhecer e a cuidar do próprio corpo, evitando assim problemas de saúde como a pediculose e a sarna.

A atividade compreendeu bate-papo interativo, nos moldes de palestra, e exibição de slide-show e vídeos.  A equipe do IEC falou sobre conceito de higiene, higiene pessoal e ambiental, limpeza corporal, lavagem das mãos e saúde, características do piolho, ciclo de vida e hábitos do inseto, prevenção e tratamento da pediculose e da sarna.  

Segundo o palestrante Hugo Costa, o tema foi bem pertinente: “A escola passa sempre por surtos de piolho e recentemente duas turmas tiveram problemas de sarna e impetigo. A participação dos alunos foi ótima, perguntaram bastante, principalmente sobre o que pode e o que não pode ser usado no cabelo para tratar infestação de piolhos”, relatou.

Equipe do IEC:  Antônio Pessoa, Hugo Costa, Jonas Queiróz, Maria Cristina Crisóstomo, Rogério Tavares e Rosani Loureiro. 







Projeto Gugu recebe palestra sobre arboviroses






Nesta terça-feira (14/11) o Centro de Controle de Zoonoses de Niterói – através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – promoveu uma ação educativa junto aos integrantes do Projeto Gugu do Núcleo Badu.

A atividade teve o objetivo de alertar os alunos acerca dos perigos à saúde causados pelas arboviroses, especialmente as transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti (dengue, zika e chikungunya). Na oportunidade, falou também sobre outra importante arbovirose, a febre amarela, devido aos recentes surtos no país este ano.

A equipe do IEC, representada por Delcir Vieira e Patrícia de Oliveira, desenvolveu bate papo interativo com demonstração de material de apoio e distribuição de panfletos na quadra de esportes do bairro onde o grupo se reúne para fazer exercícios físicos habitualmente.  O enfoque principal foi medidas de prevenção e eliminação de possíveis criadouros do mosquito, no entanto, informações sobre as doenças e características do Aedes aegypti também estiveram em pauta.

“Realizamos a palestra contando com o total apoio da professora Débora Rosa e do coordenador do núcleo Nazareno Beloclides.  Abordamos sobre os meios de prevenção ao Aedes, enfatizando a possível epidemia do vírus da chikungunya no próximo verão.  Uma aluna relatou o quanto sofre com os sintomas e a importância de olhar para o meio ambiente com responsabilidade e eliminar possíveis criadouros do Aedes.  Ela disse que sofreu bastante até ter o diagnóstico correto, e que isso só foi possível na rede na Clínica Comunitária da Família do Badu”, relatou Patrícia de Oliveira.

Projeto Gugu

O Projeto Gugu é um dos mais bem sucedidos programas de ginástica e incentivo à qualidade de vida voltados para idosos.

Idealizado e comandado pelo médico ortopedista e professor Carlos Augusto Bittencourt Silva (in memoriam), o Projeto Gugu começou em abril de 1995, na Praia de Icaraí, em Niterói. 

Os núcleos foram surgindo, e o mais interessante é que se propunha simplesmente fazer exercícios físicos, e agora reintegra o idoso à sociedade, melhorando-o sob o aspecto físico, psíquico e social. (Fonte:  http://www.funcab.org/gugu.php)






CCZ participa do Programa Exercitando a Cidadania na Pestalozzi





Na terça-feira (07/11), o Centro de Controle de Zoonoses  (CCZ) – através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – participou do Programa Exercitando a Cidadania, evento realizado pelo Serviço Social da Associação Pestalozzi de Niterói, em Pendotiba.

A ação social ofereceu serviços como informações sobre direitos do consumidor, sobre programas sociais do governo como o Benefício da Prestação Continuada (BPC), o Passe-Livre para pessoas com deficiência em transportes coletivos. Também um ônibus do Hospital de Olhos Santa Beatriz ofereceu exames de vista gratuitos. O evento possibilitou, ainda, que mães que têm seus filhos em tratamento na Pestalozzi vendessem produtos artesanais produzidos por elas próprias e alunos do Centro de Profissionalização e Vida Independente também puderam expor seus artesanatos. A Codecon (Coordenadoria de Defesa do Consumidor) da Câmara de Niterói prestou assessoria jurídica sobre questões que envolvem o direito do consumidor. 

Para o presidente da Pestalozzi de Niterói, José Raymundo Martins Romeo, o programa organizado pela Pestalozzi tem como objetivo oferecer aos moradores do entorno da instituição e aos próprios usuários dos serviços que a Pestalozzi oferece a chance de ter acesso a serviços sem fila nem burocracia. “Anualmente procuramos os nossos parceiros e realizamos esse programa que já é um sucesso”.

O CCZ /IEC atuou com estande educativo onde os visitantes puderam observar maquetes ilustrativas que mostram o ambiente certo e o errado para a proliferação de mosquitos numa residência.  Além disso, a equipe composta pelos agentes Delcir Vieira e Patrícia de Oliveira distribuiu material educativo, prestou orientações e reforçou informações sobre arboviroses (dengue, zika, chikungunya e febre amarela), enfatizando a prevenção ao vetor.

Segundo Patrícia de Oliveira, foi notório o interesse do público pela temática abordada: ” O que eu posso destacar foi o empenho dos professores em levar os seus alunos para visitarem o estande e conhecerem os métodos de prevenção ao Aedes aegypti. Recebemos as turmas  acompanhadas dos seus respectivos professores e as mães dos alunos, que prontamente demonstraram interesse em conhecer os sintomas da chikungunya”, avaliou a agente do CCZ /IEC.


Fonte parcial:  Pestalozzi


Ação educativa sobre arboviroses no Outubro Rosa da Aquagym





Em atendimento ao convite da AquaGym Academia, Largo da Batalha, o setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde – do Centro de Controle de Zoonoses – participou no dia 30 de outubro do evento educativo pela campanha Outubro Rosa voltado para as alunas praticantes de atividades físicas.

Os agentes Delcir Vieira e Patrícia de Oliveira realizaram um informe educativo sucinta sobre arboviroses, por meio de bate-papo interativo, destacando as principais medidas preventivas para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti (transmissor dos vírus causadores das doenças). O objetivo foi alertar sobre os perigos à saúde causados por essas doenças – em especial, dengue, zika,  chikungunya e febre amarela. 

Segundo a equipe do IEC, a atividade foi bem proveitosa:  “Enfatizamos os métodos de prevenção e destacamos a chikungunya como possível epidemia do próximo verão. Como o público alvo foi de mulheres ativas, apontamos a importância da prevenção para evitar a possível contaminação do vírus CHIKV, cuja possibilidade de cronificação dos sintomas é alta e por ser uma doença que deixa o individuo incapacitado de realizar tarefas rotineiras. Foi um sucesso, todos demonstraram interesse no assunto abordado”, avaliou a palestrante Patrícia.



sexta-feira, 10 de novembro de 2017

UMEI Jacy Pacheco recebe ação educativa sobre dengue, zika e chikungunya





Nesta segunda e terça-feira (06 e 07/11), a Unidade Municipal de Educação Infantil Jacy Pacheco, no Barreto, recebeu ação educativa sobre arboviroses promovida pelo Controle de Zoonoses de Niterói, através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC).  

O objetivo foi orientar os pequenos estudantes sobre os cuidados que devem ter para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, estimulando ações preventivas e a multiplicação das informações na família. 

Para isso, a equipe do IEC desenvolveu bate papo interativo com apresentação de slide-show, mostrando como é o perigoso mosquito, seus hábitos, principais locais com água limpa e parada onde a fêmea costuma depositar seus ovos, e o que devemos fazer para não deixar o Aedes aegypti – transmissor das arboviroses dengue, zika e chikungunya – se multiplicar na nossa casa e escola.
Para a palestrante Maria Cristina Crisóstomo, a atividade foi positiva e satisfatória:  “Os alunos participaram de maneira ativa, atentos às orientações e, principalmente, às imagens exibidas. A interação foi muito boa”, avaliou.

Equipe do IEC:  Antônio Pessoa, Maria Cristina Crisóstomo,  Rogério Tavares e Rosani Loureiro.




CCZ realiza palestra sobre dengue, zika e chikungunya na LBV






O Centro de Controle de Zoonoses de Niterói (CCZ) – através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – realizou palestra sobre arboviroses – destacando dengue, zika e chikungunya  – para adolescentes dos programas sócio-educacionais da Legião da Boa Vontade, unidade Fonseca, na última semana, dia 31 de outubro.

A atividade teve o objetivo de alertar acerca dos perigos à saúde causados por essas doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti e abordou os seguintes tópicos:  dengue, zika e chikungunya e seus sintomas; as características do Aedes aegypti; medidas de prevenção e combate ao vetor. Na oportunidade, falou também sobre outra importante arbovirose, a febre amarela, devido aos recentes surtos no país este ano.

A equipe do IEC, composta pelos agentes Jonas Queiróz, Maria Cristina Crisóstomo, Rogério Tavares e Rosani Loureiro, envolveu os jovens na temática por meio de bate papo interativo e apresentação de slide-show e vídeo.   


segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Educação em Saúde fala sobre arboviroses no MV1





Com o objetivo de alertar os estudantes acerca dos perigos à saúde causados por pelas arboviroses, especialmente as transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti (dengue, zika e chikungunya), o setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – do Centro de Controle de Zoonoses de Niterói (CCZ) – realizou palestra no colégio REDE MV1, em Icaraí, na última terça-feira (31/10).

As agentes Daniele Caviare e Leila Neves envolveram os alunos do 6º e 7º anos do Ensino Fundamental na temática por meio de bate papo interativo e apresentação de slide-show e vídeo.  Os principais tópicos abordados foram: doenças dengue, zika e chikungunya e seus sintomas; as características do mosquito transmissor (o Aedes aegypti); medidas de prevenção e combate ao vetor. Na oportunidade, falaram também sobre outra importante arbovirose, a febre amarela, devido aos recentes surtos no país.