quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

ABANDONAR ANIMAIS É CRIME !




O abandono de animais é crime e, agora, as câmeras de segurança do Campo de São Bento, que são integradas ao Cisp, facilitarão a identificação dos responsáveis pelos animais.

Cães e gatos, muitos deles ainda filhotes, são abandonados diariamente em diferentes pontos da cidade. Além de cruel, a prática é criminosa e passível de multa que varia de R$ 500 a R$ 3,3 mil. Nas últimas semanas, o número de animais encontrados em locais como o Campo de São Bento e outros parques da cidade, aumentou. Por isso, as câmeras de segurança do Campo, que são integradas ao Cisp, serão usadas na identificação dos responsáveis pelos animais e os casos de abandono serão investigados pela Coordenadoria de Proteção Animal (Ceda) de Niterói e pela Polícia Civil.

Ao adotar um animalzinho, planeje-se e tenha certeza de que você poderá cuidar e oferecer tudo que ele precisa. Além de muito carinho, é preciso muita responsabilidade! Lembre-se também que a Prefeitura oferece castração gratuita, o que evita o nascimento de novos filhotes. E caso você tenha um animal que não possa mais manter por qualquer motivo, a melhor opção sempre será a adoção, nunca o abandono.

Castração gratuita de cães e gatos

Guarda Responsável de Animais


Fonte:  Prefeitura de Niterói

sábado, 17 de fevereiro de 2018

17 de fevereiro: Dia Mundial dos Gatos





O Dia Mundial do Gato é comemorado anualmente em 17 de fevereiro.

Esta data foi criada por uma instituição italiana, com o objetivo de ajudar a promover uma campanha contra os maus tratos contra os gatos.

A ideia se espalhou por todo mundo. Diversas ONG’s e instituições de apoio aos animais, aproveitam esta data para promover a adoção de gatos abandonados, que é outra meta essencial.

Mesmo não existindo um Dia do Gato oficial no Brasil, estes animais de estimação são bastante queridos dos brasileiros.

De acordo com censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), existem aproximadamente 22,1 milhões de gatos nas casas do país.



sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

CCZ promove atividade de Sala de Espera na Policlínica do Largo da Batalha




Nesta quinta-feira (15/02), usuários da Policlínica do Largo da Batalha participaram de uma atividade de sala de espera sobre o tema Arboviroses e Vacinação contra a Febre Amarela promovida pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC).

O propósito da ação educativa em saúde foi alertar sobre os perigos à saúde causados pelas arboviroses dengue, zika,  chikungunya e febre amarela urbana.  Como essas doenças tem em comum o mesmo vetor, o Aedes aegypti, é preciso que a população reforce os cuidados para impedir o desenvolvimento de criadouros desse mosquito.

Para isso, Delcir Vieira e Patrícia de Oliveira (CCZ /IEC) desenvolveram um diálogo interativo com o público, nos moldes de palestra-debate, falando sobre quais mudanças de hábitos no cotidiano são necessárias para evitar a proliferação de mosquitos.  Ainda no contexto temático, os agentes ressaltaram a importância da vacinação contra a febre amarela.

Segundo a equipe, a participação das pessoas que aguardavam atendimento e dos funcionários foi ativa e interessada.






quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Arboviroses e vacinação contra a febre amarela são temas de Sala de Espera no PMF Maceió




Arboviroses e vacinação contra a febre amarela foram os temas da atividade de sala de espera realizada pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) para os usuários dos serviços de saúde do Médico de Família do Maceió no dia 08 de fevereiro.  O objetivo foi alertar sobre os perigos à saúde causados por essas doenças – em especial, dengue, zika, chikungunya e febre amarela – e a importância da prevenção. 

A ação educativa foi desenvolvida por meio de bate papo interativo, nos moldes de palestra, e distribuição de panfletos.  A agente Patrícia de Oliveira – do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC /CCZ) - falou sobre as doenças e seus sintomas, características do mosquito transmissor (o Aedes aegypti), principais medidas de prevenção, combate aos possíveis criadouros do vetor, e a importância da vacinação contra a febre amarela.   

As pessoas que aguardavam atendimento participaram ativamente, interagindo com a palestrante: “O usuários demonstraram bastante interesse nas informações sobre métodos de controle e prevenção ao Aedes aegypti. Conhecemos uma mãe e uma filha de dois anos que sofrem com os sintomas da Febre de Chikungunya”, relatou Patrícia.






sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

CCZ participa do evento Plantão Itinerante





Às vésperas do carnaval (08/02) e aproveitando o momento de folia e descontração, a equipe de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) – participou do ‘Plantão Itinerante’ na área ao lado da Estação de Catamarãs, em Charitas.

O evento foi organizado pela equipe do Trabalho Técnico Social (TTS) da Transoceânica – da Empresa Municipal de Moradia Urbanização e Saneamento (EMUSA) e teve como objetivo a humanização das obras que vêm acontecendo na Região Oceânica de Niterói, promovendo a diversidade cultural, o respeito no trânsito e a mobilidade urbana sustentável.

O CCZ /IEC atuou com estande educativo a fim de alertar os participantes quanto às medidas de prevenção e controle do lixo e, em especial, dos recipientes que acumulam água podendo se transformar em criadouros do Aedes aegypti, mosquito transmissor dos vírus causadores das doenças dengue, zika, chikungunya e febre amarela.

As agentes Adriana Heizer e Lílian Barcellos distribuíram material informativo (revistinhas, panfletos e adesivos) e orientaram os participantes sobre as arboviroses acima mencionadas – especialmente a febre amarela, a importância da vacinação e a desmistificação da questão equivocada da relação dos macacos com a transmissão direta da febre amarela em humanos. 

Participaram também do evento a Coordenadoria do Programa Niterói de Bicicleta, o Médico de Família do Preventório, o Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) do Preventório, a Niterói Transporte e Trânsito (NITTRANS), a Coordenadoria de Acessibilidade, entre outras instituições.





 


terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Arboviroses é tema de Sala de Espera promovida pelo CCZ no PMF Cantagalo




Nesta segunda-feira (05/02) o Centro de Controle de Zoonoses de Niterói (CCZ) – através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – realizou atividade de sala de espera sobre o tema Arboviroses no Médico de Família Eva Ramos, em Cantagalo.

O objetivo da ação educativa em saúde foi alertar os usuários sobre os perigos à saúde causados pelas arboviroses e a importância da prevenção, destacando as doenças dengue, zika, chikungunya e febre amarela.

A equipe do IEC desenvolveu bate-papo interativo, informando e orientando as pessoas que aguardavam atendimento sobre quais medidas são necessárias para se evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti (principal transmissor dos vírus causadores dessas arboviroses) no ambiente domiciliar e demais de convívio.  Informações sobre a vacinação contra a febre amarela também estiveram em pauta. Os usuários dos serviços também receberam panfletos e revistinhas educativas.




CCZ promove ação educativa no Projeto Gugu do Badu





Na última quinta-feira (01/02) o Centro de Controle de Zoonoses de Niterói (CCZ) – através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – promoveu ação educativa junto aos integrantes do Projeto Gugu do Núcleo Badu. O objetivo foi alertar acerca dos perigos à saúde causados pelas arboviroses, especialmente as transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti (dengue, zika, chikungunya e febre amarela urbana).

A equipe do IEC, representada por Patrícia de Oliveira, desenvolveu bate papo interativo e distribuição de panfletos na quadra de esportes do bairro onde o grupo se reúne para fazer exercícios físicos habitualmente.  O enfoque principal foi medidas de prevenção e eliminação de possíveis criadouros do mosquito, no entanto, informações sobre as doenças, características do Aedes aegypti e vacinação contra a febre amarela também estiveram em pauta.

“Contamos com o apoio do professor Henrique e do coordenador de núcleo Nazareno Beloclides. O eixo principal foi a prevenção ao Aedes aegypti, porém também falamos sobre a importância da vacina da febre amarela e informamos sobre as mudanças no protocolo para os idosos”, avaliou Patrícia.  






Projeto Gugu

O Projeto Gugu é um dos mais bem sucedidos programas de ginástica e incentivo à qualidade de vida voltados para idosos.

Idealizado e comandado pelo médico ortopedista e professor Carlos Augusto Bittencourt Silva (in memoriam), o Projeto Gugu começou em abril de 1995, na Praia de Icaraí, em Niterói. 

Os núcleos foram surgindo, e o mais interessante é que se propunha simplesmente fazer exercícios físicos, e agora reintegra o idoso à sociedade, melhorando-o sob o aspecto físico, psíquico e social. (Fonte:  http://www.funcab.org/gugu.php)


segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Macacos não transmitem a febre amarela e maltratar ou matar esses animais é crime!





Por conta dos episódios recentes de violência contra micos, saguis e macacos, é importante ressaltar que esses animais não são transmissores da febre amarela: eles são vítimas assim como nós! Ainda assim, 69% dos macacos mortos, somente neste ano, sofreram de violência humana e maus tratos :( Os episódios de animais doentes nos avisa sobre a existência do vírus no local, possibilitando o monitoramento da doença e a intensificação de campanhas de vacinação. Matar esses bichinhos é crime ambiental e também um desserviço à saúde pública, pois sem a detecção dos animais doentes, as medidas de controle não têm indicação de intensificação.

Vale reforçar que a transmissão da febre amarela ocorre quando uma pessoa não vacinada adentra em região de mata e é picada por um mosquito infectado, que vive exclusivamente nas copas das árvores de regiões silvestres. É o mosquito que leva a doença para os centros urbanos, não o macaco. Ah, se por acaso você precisar de orientação e/ou recolhimento desses animais, o Centro de Controle de Zoonoses de Niterói está à disposição diariamente, inclusive nos finais de semana, das 8h às 17h, no telefone 2625-8441. Os macacos não são nossos inimigos e sim, aliados no combate à Febre Amarela.


Fonte:  Prefeitura de Niterói

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Niterói vacinou 65 mil pessoas contra a febre amarela em janeiro





A Prefeitura de Niterói vacinou, desde o começo de 2018, 65 mil pessoas contra a febre amarela. A campanha de vacinação contra a doença, que começou no dia 25 de janeiro, com objetivo de reforçar a imunização, segue até o dia 9/2. As doses estão disponíveis em 49 postos de vacinação, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

No ano passado, foram aplicadas 193 mil doses da vacina. De acordo com a secretária de saúde, Maria Célia Vasconcellos, grande parte da população da cidade já está imunizada.

“Atingimos mais de 70% do público alvo vacinado, isso porque nos últimos 10 anos já aplicamos a vacina em mais de 320 mil pessoas. A população está aderindo bem, pois está ciente da importância de se proteger da doença mesmo sem nenhum caso registrado na cidade”, afirmou.

A vacinação está ocorrendo de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, em todas as policlínicas regionais do município (Centro, Santa Rosa, Fonseca, Largo da Batalha, Itaipu, Barreto e Engenhoca); na Policlínica Comunitária de Jurujuba; nas Clínicas Comunitárias da Família da Teixeira de Freitas, Ilha da Conceição, Badu e Várzea das Moças; nos módulos do Programa Médico de Família do Viçoso, Marítimos, Atalaia, Bernardino, Morro do Céu, Ititioca, Ponta d'Areia, Vila Ipiranga, Engenho do Mato, Cantagalo, Sapê, Cafubá I, II e III, Maravista, Matapaca, Caramujo, Jonathas Botelho, Leopoldina, Maruí, Palácio, Preventório I e II, Viradouro, Vital Brazil, Martins Torres, Maceió, Nova Brasília e Grota I e II; nas Unidades Básicas de Santa Bárbara, do Baldeador, Piratininga, Centro, Engenhoca e Morro do Estado; e na Policlínica Naval de Niterói.

Por determinação do Ministério da Saúde, durante o período de campanha, as doses aplicadas serão fracionadas. Os viajantes, crianças de nove meses a dois anos, gestantes e pessoas com condições clínicas especiais receberam doses integrais. Todos que procuraram pela vacina passaram por uma triagem antes de receber a dose. A imunização vai continuar sendo oferecida nas unidades mesmo com o término da campanha.

O Ministério está seguindo a recomendação da Organização Mundial da Saúde e adotou os padrões internacionais da dose única. Ou seja: quem toma a vacina padrão da febre amarela no Brasil está imunizado pelo resto da vida. Quem tomar a vacina fracionada estará protegido por oito anos.

A doença – A febre amarela é transmitida através da picada de mosquitos. Os sinais e sintomas mais comuns da doença são: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos que duram, em média, três dias. Nas formas mais graves da doença, podem ocorrer icterícia (olhos e pele amarelados), problemas no fígado e nos rins, hemorragia e cansaço intenso.


Postos de vacinação contra febre amarela em Niterói:

Policlínica Regional Dr. Carlos Antônio da Silva 
Rua Jansen de Mello s/nº – São Lourenço
Tel.: 2717-1426 e 2719-0050


Policlínica Regional Dr. Sérgio Arouca
Praça Vital Brazil s/nº – Santa Rosa
Tel.: 2711-2366


Policlínica Regional Dr. Guilherme Taylor March
Rua Desembargador Lima Castro, 238 – Fonseca
Tel.: 2626-4170


Policlínica Regional do Largo da Batalha
Dr. Francisco da Cruz Nunes Rua Ver. Armando Ferreira, 30 - Largo da Batalha
Tel.: 2616-3633 / 2710-7100


Policlínica Regional de Itaipu Assistente Social Maria Aparecida da Costa
Estrada do Engenho do Mato s/nº – Itaipu
Tel.: 2609-6368 / 2709-1579


Policlínica Regional da Engenhoca Dr. Renato Silva 
Avenida João Brasil, s/nº – Engenhoca
Tel.: 2628-8047 / 3603-8874


Policlínica Regional do Barreto João da Silva Vizella
Rua Luiz Palmier, 726 – Barreto
Tel.: 2719-0141 / 2719-6861


Policlínica Comunitária de Jurujuba
Av. Carlos Ermelindo Marins s/nº – Jurujuba
Tel.: 2704-9638 / 2704-9668


Médico de Família do Engenho do Mato
Estrada Irene Lopes Sodré s/nº – Engenho do Mato
Tel.: 2709-5222


PMF Cantagalo – Haidée Santamaria
Estrada Francisco Cruz Nunes s/nº – Cantagalo
Tel.: 2616-5037


PMF Cafubá I
Av.Raúl de Oliveira Rodrigues, s/nº – Cafubá
Tel.: 2619-0757 / 99225-9679


PMF Cafubá II – Ernesto Che Guevara
Rua Vereador Luiz Erthal, Lt. 05, Qd. 69 – Cafubá
Tel.: 2619-5268


PMF Cafubá III – Alberto Ricardo Hatin
Rua Manoel Pacheco de Carvalho 107 – Piratininga
Tel.: 2709-4374


PMF Maravista – Cte. Manoel Piñeiro Lozada
Rua Astor da Costa Menezes, s/nº – Maravista
Tel.: 2709-0360


PMF Matapaca – Abelardo Ramirez
Rua Aurora Ribeiro, nº 5 – Pendotiba
Tel.: 2617-9269


PMF Badu
Av. Nelson de Oliveira e Silva, 63 – Badu
Tel.: 2718-2283


PMF Caramujo
Rodovia Amaral Peixoto, s/nº - Baldeador
Tel.: 2625-946


PMF Sapê
Rua E,  s/nº - Sapê
Tel.: 97691-7231


PMF Jonathas Botelho
Trav. Jonathas Botelho, 133 – Cubango
Tel.: 2710-6367


PMF Leopoldina
Rua George Allan s/nº – Largo dos Barradas – Barreto
Tel.: 2624-0017


PMF Maruí
Rua Monsenhor Raeder, 151 – Barreto
Tel.: 3714-2173


Clínica Comunitária da Família de Várzea Das Moças Dr. Tobias Tostes Machado 
Estrada Velha de Maricá s/nº – Várzea das Moças
Tel.: 3602-8057


Clínica Comunitária da Família da Teixeira de Freitas
Rua Teixeira de Freitas s/nº – Fonseca
Tel.: 99775-3421


CCF Ilha da Conceição
Rua Jornalista Sardo Filho, 196 – Ilha da Conceição
Tel.: 2620-6671


PMF Marítimos
Rua Machado, s/nº - Barreto
Tel.:3703-3265


PMF Viçoso
Estrada Viçoso Jardim, s/nº
Tel.: 2618-8295


PMF Atalaia
Rua Padre José Euger, s/nº – Atalaia 
Tel.:2618-7616


UBS Baldeador – Deputado José Sally
Loteamento Bento Pestana s/nº – Morro do Castro
Tel.: 2624-1224 / 2722-3761


PMF Bernadino
Rua Sá Barreto, s/nº – Fonseca
Tel.:2721-7131


PMF Morro do Céu
Est. Viçoso Jardim, 357 - Caramujo
Tel.: 99641-2165


UBS Piratininga – Dom Luiz Orione
Av. dos Pescadores – Lotes 2,3 e 4 – Piratininga
Tel.: 2618-2654


UBS Santa Bárbara – Adelino de Mendonça e Silva
Rua Jandira Pereira, 625 – Santa Bárbara
Tel: 2627-6303


PMF Ititioca
Rua Vila Costa Monteiro, s/nº - Ititioca
Tel.: 2610-0852


PMF Ponta da Areia
Rua Coronel Miranda, nº 18 - Ponta D'Areia
Tel.: 97198783


PMF Vila Ipiranga
Rua Tenente Ozório, s/nº – Fonseca
Tel.: 2625-3821


PMF Palácio
Rua 11 de Agosto, nº 4 - Ingá

Tel.: 2722-0146 / 96669-9139


PMF Viradouro
Rua Mario Viana, 790 – Viradouro
Tel.: 2711-8369 / 96855-8279


PMF Vital Brazil
Rua João da Lossi – Trav. F, nº 8 – Vital Brazil
Tel.: 2610-1904 / 96863-5799


PMF Preventório I
Travessa Carmita, s/nº - Charitas
Tel.: 2715-4313 / 96687-1055


PMF Preventório II
Av.Quintino Bocaiúva, s/nº - Charitas
Tel: 3701-0161 / 96804-5986


PMF Martins Torres
Rua Martins Torres, 281
Tel.: 97338-6915


PMF Nova Brasília
Rua Professor João Brasil, 1726 – Engenhoca
Tel.: 3706-7519 / 96653-3185


PMF Grota I
Rua Albino Pereira, 615 – São Francisco
Tel.: 2710-1061 / 99365-4086


PMF Grota II
Rua Arcedino Pereira, 335 – São Francisco
Tel.: 2602-2394 / 99353-0002


PMF Maceió
Rua José Bento Vieira Ferreira, s/nº - Largo da Batalha
Tel.: 3611-0918 / 99448-6237

UBS Centro
Rua Visconde de Uruguai, 531 – Centro
Tel.: 2620-8226


UBS Engenhoca
Rua Coronel Guimarães, 724 – Engenhoca 
Tel.:2628-8656


UBS Morro do Estado
Rua Araujo Pimenta, s/nº
Tel.: 2622-1010


Policlínica Naval (Marinha)
Rua Barão de Jaceguaí, 289 – Ponta da Areia




Fonte:  Prefeitura Municipal de Niterói