segunda-feira, 14 de novembro de 2016

GUARDA RESPONSÁVEL DE ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO






Conviver com um animal de estimação é um privilégio.  Pesquisas demonstram que a presença de um pet nos ajuda a ser mais felizes, a ter imunidade melhor e até a viver mais tempo.  

Cães e gatos fazem parte do cotidiano de muitas pessoas.  Esse relacionamento homem-animal existe há bem mais tempo do que imaginamos.  A humanidade domesticou os cães há 14 mil anos;  já os gatos, cerca de 3.600 anos.

Isto é, nossos antepassados escolheram colocar esses companheiros no nosso dia a dia.  E, quando tomaram essa decisão, assumiram uma responsabilidade herdada por todos nós:  o zelo pelo bem-estar desses animais.

Guarda responsável é uma expressão que designa um conjunto de regras que devem nortear o tratamento dispensado aos animais de companhia.  Sua prática implica no comprometimento do guardião em atender as necessidades físicas, psicológicas e ambientais de seu animal, de forma a garantir o seu bem estar:


Alimentação:  Cães e gatos necessitam de alimentação adequada à espécie e idade, preferencialmente ração.  Água fresca deve ser oferecida diariamente numa vasilha sempre limpa;



Ambiente:  Os animais precisam de espaço adequado, ao abrigo do sol e da chuva. Melhor é que eles tenham uma casinha num local seco, limpo e confortável.
Para evitar que o animal fuja de casa, providencie para que os portões sejam resistentes e estejam sempre bem fechados.  Caso more em prédio de apartamentos, coloque telas nas janelas;

Afeto:  Dar afeto e atenção ao animal.  Amenizar-lhe a sensação de frio, por meio de roupas e cobertores; animais sentem frio tanto quanto os humanos.  Jamais submetê-lo a maus-tratos, nem sob o pretexto de educá-lo;



Socialização:  É importante que os animais tenham contato com outras pessoas e outros animais para não se tornarem agressivos.  Caminhadas diárias e brincadeiras deixarão seu cão alerta, ativo e dócil;
  
Passeios:  Passear com o animal para que ele se exercite, sempre preso à coleira e à guia para evitar  fuga, atropelamento e ataques a outros animais. Recolha as fezes dele para evitar sujeira nas vias públicas e transmissão de doenças e zoonoses;


  
Higiene:  O recomendado são banhos periódicos, com água morna e shampoo ou sabonete específico para animais, com intervalo de 15 dias no mínimo, com cuidado para a água não entrar nos ouvidos e nariz.  Após o banho, o animal deve ser secado com toalha limpa ou secador.  Alguns animais necessitam ser tosados;

Veterinário:  Assim que uma pessoa adota, compra ou ganha um cachorrinho ou um gato, convém leva-lo ao médico veterinário para uma avaliação geral e quando o bicho estiver doente.  É obrigação de o proprietário buscar e oferecer o tratamento necessário;


Vermifugação:  Para eliminação de parasitas internos (vermes), é necessário administrar vermífugo (medicamento) periodicamente, sempre orientado pelo médico veterinário;

Vacinação: Muitas doenças em cães e gatos podem ser evitadas com a vacina, como por exemplo a raiva, a cinomose, a parvovirose, entre outras.  É importante vacinar seu animal quando filhote;  quando adulto, o reforço deve ser realizado uma vez por ano.  Em ambas as ocasiões, sob orientação do médico veterinário;



Castração: Para prevenir ninhadas indesejadas, submeta seus cães ou gatos à castração (esterilização cirúrgica) – um procedimento simples realizado pelo médico veterinário;

Cuidados nas viagens: Em viagens de férias, tenha certeza que seu animal terá um responsável por ele nesse período e um lugar adequado e seguro para ficar;

Identifique seu animal: A identificação com uma coleira com plaquinha facilita encontrar quando o animal foge ou se perde;




Nunca abandone seu animal devido a viagens, mudanças, doença, velhice ou problemas psicológicos.  Ajude-o nesses momentos difíceis !!






Antes de adotar ou adquirir um cão ou gato, PENSE BEM !

  • Cães e gatos vivem de 10 a 15 anos.  Você está preparado para cuidar dele todo esse tempo ?
  • Toda a sua família está de acordo em conviver e criar um animal de estimação ?
  • Você conhece todas as características e necessidades do animal (espécie, tamanho e temperamento) que vai cuidar ?
  • Você poderá pagar todas as despesas com alimentação, vacinação, vermifugação e cuidados veterinários durante todos os anos de vida dele ?
  • Você terá tempo e paciência para passear, brincar, dar carinho e atenção para o seu novo amigo ?
  • Você dispõe de espaço apropriado para criar o animal que escolheu ?
  • Lembre-se:  animais não são filhotes para toda vida, eles vão crescer, envelhecer e podem adoecer. Você está preparado para cuidar dele nos momentos mais difíceis ??





Fontes:




Nenhum comentário:

Postar um comentário